Uma história sobre Paulo César, o Tinga.

Ontem, pela Copa Libertadores da América, o Cruzeiro foi derrotado pelo Real Garcilaso, em Huancayo -Peru. Mas foi o povo Peruano quem realmente perdeu, com a terrível demonstração de que, o racismo não está nem perto de ser extinto, e que não está de forma nenhuma restrito a nazistas ou outros grupos. Basta que uma turba se reúna para que, aquilo que de pior existe no indivíduo, ganhe uma válvula de escape através da covardia protegida do grupo. O Impedimento.org abriu um parêntese nas suas zoações para publicar este magnífico ……Clique aqui e continue lendo 🙂