Janio de Freitas: “Viva o símbolo da liberdade cubana de viajar”

Extraído do Viomundo: Livres e proibidos por Janio de Freitas, na Folha de S. Paulo, sugestão de Julio Cesar Macedo Amorim De repente, há tanto o que celebrar entre os fatos marginalizados pela renúncia do papa, que só mesmo a conveniente bajulação ao Judiciário sugere por onde começar. É pela original proteção criada, para quem tenha ou venha a ter questões na Justiça, contra a influência de empresas e pessoas endinheiradas sobre as decisões de juízes. Parte do Conselho Nacional de Justiça pretendeu proibir as comuns doações de dinheiro, passagens, ……Clique aqui e continue lendo 🙂