Humor como ferramenta política

Hoje, estou em Alegre  – ES, na república em que minha irmã, estudante de veterinária, mora. Assistindo à TV enquanto comia um macarrão universitário, me deparei com o programa Zorra Total. Programa bem ruim, diga-se de passagem. Um monte de atores, pseudo-humoristas e neocelebridades, requentando quadros famosos no passado e tentando criar alguns novos bem ruins, na maioria usando os instantâneos do BBB.

Pois bem, dois quadros me chamaram a atenção. Um pela péssima escolha. O quadro requentado do Seu Saraiva, que originalmente era interpretado por Ary Leite, e posteriormente por Francisco Milani, ambos com muito brilhantismo e talento. Hoje, o escolhido foi Leandro Hassum. Ator que tem alguns bons esquetes no teatro, não foi bem. Acho que principalmente por não adicionar nada ao personagem e não ter a mesma expressão carrancuda do Milani. Enfim, foi uma escolha infeliz de ator e de personagem.

O outro, foi o quadro que demonstra como a Globo pretente manipular seus programas. “O Viajante do Futuro”, vai ao momento da proclamação da independência, e tenta convencer D.Pedro I a não fazer aquilo. Lá pelas tantas, depois de um amontoado de gírias desconexas e gritos desesperados na tentativa de ser engraçado, o ator Nelson Freitas solta a pérola:

“La em Brasília, os caras tão metendo a mão, tão roubando mesmo, é dinheiro na cueca, na meia e nem sei mais aonde, e  ninguém faz nada. NUNCA ANTES NA HISTÓRIA DESTE PAÍS, se arrecadou tanto imposto pra não se fazer nada.”

Dizer o que? O texto associa os escândalos do Governador Arruda e as pessoas que foram flagradas e presas, diretamente ao Presidente Lula, e arrematam com a afirmação que o governo arrecada, rouba e não faz nada. Pelo jeito, a campanha será mesmo muito suja, e abrangerá toda a programação da Globo, nos jornais e novelas já era esperado, agora, num programa de humor, confesso que fiquei um tanto surpreso. E pelo jeito, não haverá tempo para sutilezas. Podemos esperar nos próximos programas, um personagem caricatos de Dilma ou de Lula.

DESINFORMAÇÃO NÃO